fbpx

Cinco dicas para seu negócio ser aprovado em programas de aceleração

Postado em 14 julho 2021

O processo de aceleração é considerado pelo ecossistema de negócios de impacto social como um dos apoios necessários para avançar na jornada empreendedora. Dados da terceira edição Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental, conduzido pela Pipe.Lab, apontam que entre os 1.272 entrevistados, 51% estão em busca, sem obter sucesso, de aceleradoras e incubadoras; 15% já foram acelerados por mais de uma vez; e 25%, em uma única ocasião; somente 7% não estão em busca e não têm intenção.

Na prática, esses porcentuais mostram a percepção que empreendedores têm da importância do processo. Mas como ser aprovado em um processo que costuma ser tão disputado?

Desde 2005, a Artemisia analisa empresas para programas setoriais; anualmente, a equipe de Busca & Seleção avalia mais de mil negócios e, a partir dessa experiência, formulou cinco dicas para potencializar as chances de empreendedores e empreendedoras serem selecionados pelos melhores programas de aceleração.

1. Seja claro

Jargões de marketing ou discursos prontos não costumam ser bem-vistos pelos avaliadores, por isso, ele deve procurar se afastar de frases de efeito como: “queremos transformar com as pessoas que trabalham com tecnologia” ou “queremos transformar o mundo”. Para ser mais bem compreendido, o empreendedor deve usar fatos, de forma pragmática, que expliquem a essência do seu produto ou serviço.

2. Mostre que o problema está ligado à solução proposta pelo negócio

Não adianta trazer um embasamento para um problema que não tem relação direta com a proposta apresentada, ou seja, as informações devem ser pertinentes. O empreendedor não deve se esquecer de usar e citar fontes de qualidade e não focar no tamanho do problema; deve se lembrar de que o mais importante é o impacto positivo na vida das pessoas! O ser humano tem sempre que estar no centro do processo.

3. Seja específico

Um ponto interessante é que, ao ser vago, o empreendedor pode passar uma imagem de ingenuidade; passar a impressão de acreditar que seu negócio pode resolver sozinho os problemas de determinado setor. Esse risco diminui sensivelmente quando ele consegue ser bastante específico.

4. Mostre quem é

Para o avaliador, é bastante relevante estar diante de um empreendedor comprometido, com uma equipe consistente e com competências e paixão para executar o que se propõe a fazer. É importante lembrar que uma boa ideia tem um ótimo time como suporte. Muitos investidores defendem que “mais vale uma ideia B executada por um time A do que uma ideia A com um time B”. Acho que muitos de nós concordam com isso, correto?

5. Seja verdadeiro

Maure Pessanha é empreendedora e diretora-executiva da Artemisia. Texto publicado originalmente no Blog do Empreendedor — Estadão PME.

Você é empreendedor(a) de um negócio que gera impacto positivo?

Pensando nos desafios que os(as) empreendedores(as) enfrentam para mensurar o impacto de suas soluções, nós da Artemisia nos juntamos à Agenda Brasil do Futuro e à Move Social para lançar o Guia Prático de Avaliação para Negócios de Impacto Social, disponível para download gratuito AQUI.