Startups de Minas Gerais focam na baixa renda

Produção Printec Comunicação/ Artemisia

Em expansão nos países emergentes, os negócios de impacto social têm se destacado ao propor um modelo de empresas que oferecem, de forma intencional, soluções escaláveis para problemas sociais da população de baixa renda. A Artemisia, pioneira no Brasil no fomento de negócios de impacto social, há mais de uma década tornou-se uma das protagonistas desse movimento no Brasil. E, neste ecossistema de negócios de impacto social, destacam-se empreendedores como os mineiros Guilherme Cunha e Júlio César Souza; e Estevão Alves Valle, Fernando Assunção e Geraldo Camargo Neto – fundadores, respectivamente, da Mobilità e da Clínica +60 Saúde. Ambos têm em comum a aceleração da Artemisia e a atuação na área da Saúde – oferecendo serviços de qualidade para a população de baixa renda de Minas Gerais.

A Clínica +60 Saúde foi acelerada em 2013 pela organização e oferece atendimento médico resolutivo e de baixo custo, com foco no cuidado preventivo e educativo do idoso, extensivo aos familiares. Uma vez que se baseia em protocolos de atendimento para os principais problemas de saúde que acometem os maiores de 60 anos, a empresa consegue trazer soluções de saúde em larga escala para essa população. 

A Mobilità – acelerada pela Artemisia em 2015 – aplica tecnologia mobile e cloud para melhorar o controle e a gestão de programas públicos de saúde ligados à atenção básica, permitindo a adequação ao eSUS. As soluções apresentadas pelo negócio de impacto social oferece maior controle e transparência das informações da população atendida, diminuindo a assimetria de informação entre todos os diferentes atores que fazem parte desses programas de saúde, desde o paciente até o gestor público. A tecnologia aplicada à gestão das informações de saúde no sistema público pode reduzir em torno de 40% dos custos no sistema, além de garantir melhor qualidade de atendimento e atendimento a metas de qualidade do PMAQ-AB e outros; cerca de 80% dos problemas de saúde que atingem a população podem ser resolvidos na atenção básica, estratégia prioritária do Ministério da Saúde.

A solução da Mobilità permite acompanhar as famílias atendidas pelo agente de saúde da região, controlar as rotinas e atividades das Unidades Básicas de Saúde, prover dados e informações para melhorar a gestão das metas de qualidade e interagir com a comunidade para uma maior eficiência das campanhas de prevenção e vacinação, entre outras funcionalidades.

De acordo com a equipe da Artemisia, quando a Clínica +60 foi selecionada, o desafio foi desenhar um processo de atendimento simples e completo. A estratégia foi acertada: os empreendedores definiram o produto e lançaram uma nova clínica especializada no tratamento de idosos de baixa renda. “No caso da Mobilità, o desafio foi encontrar alternativas de modelos de negócio, além de apoiar a captação de investimentos. Diferentes premissas foram analisadas com apoio de mentores e especialistas para melhorar o modelo e argumentação de vendas", afirma Renan Costa Rego, gerente de Aceleração da Artemisia. O executivo acrescenta que a organização busca empreendedores que tenham intenção genuína em oferecer soluções com impacto social escaláveis e que são pragmáticos quando o tema é resultado.

 

Relacionados