Artemisia aponta tendências e oportunidades em 2016 para investir em negócios de impacto social

Produção Printec Comunicação / Artemisia

O Brasil vive um momento de expansão dos negócios de impacto social e uma forte tendência econômica contemporânea ao propor a atuação de empresas que oferecem, de forma intencional, soluções escaláveis para problemas sociais da população de baixa renda. Parte desta expansão é motivada por uma nova geração de profissionais em busca de uma carreira na qual não tenham que escolher entre ganhar dinheiro ou mudar o mundo; um trabalho que possibilite ter sucesso financeiro e atuar em uma atividade relevante para a sociedade. A Artemisia tem atuado fortemente, há mais de uma década, para identificar e dar suporte aos negócios mais promissores; ao mesmo tempo, a equipe da organização analisa minuciosamente as tendências e oportunidades que têm surgido nos setores foco em que atua dentro do contexto econômico nacional.

Nos últimos quatro anos, 79 negócios acelerados pela Artemisia receberam investimentos de R$ 40 milhões; desses, 52% contaram com investimentos articulados diretamente pela organização.  No total, as ações empreendidas pelos negócios tiveram impacto na vida de mais de 23 milhões de pessoas; e 91% dos negócios acelerados continuam ativos. Em mais de 10 anos de atuação, a organização consolida a expertise em acelerar negócios de impacto social em curto espaço de tempo e potencializar startups para receber investimentos e alcançar resultados econômicos e sociais em larga escala.

Segundo Maure Pessanha, diretora-executiva, a organização analisa cerca de 500 negócios por semestre e seleciona cerca de 10 startups para participar do programa Aceleradora. Em 2011, quando o programa teve início, este número era menor do que 200. “Acreditamos que este crescimento está relacionado tanto ao fortalecimento da cultura de empreendedorismo no Brasil nos últimos anos, quanto ao elevado número de empreendedores que buscam uma carreira com propósito. Nesta busca, profissionais de todas as idades criam negócios com grande poder de transformação social”, detalha Maure Pessanha.

Com base nessa expertise, a equipe de Busca & Aceleração da Artemisia identificou oportunidades associadas à oferta de soluções para a primeira infância; soluções para a crise hídrica; para questões de empregabilidade; para complemento e qualificação dos serviços prestados pelo SUS. Com exemplos de empreendimentos no Brasil e no exterior, a equipe ilustra quais são as oportunidades para quem quer empreender negócios com potencial de transformar positivamente o país.

ÁGUA

Tendência #1 - Soluções para resolução da crise hídrica no Brasil

Pelo menos 37% da água tratada pelas companhias de saneamento no Brasil são desperdiçados. Entre as principais causas estão os vazamentos em tubulações e das distribuidoras de água. Especialistas avaliam que um índice “aceitável” de desperdício estaria no limite de 15%. O problema gera no país cerca de 1 trilhão de litros de água perdidos anualmente, sendo cerca de 45% da água fornecida em São Paulo perdida devido a vazamentos que não têm alertas emitidos. A análise do déficit habitacional qualitativo – referente à qualidade das moradias – mostra que 75% estão relacionados à falta de acesso à água encanada e saneamento urbano. São 11 milhões de pessoas sem acesso à rede de água e 103 milhões sem tratamento de esgoto domiciliar, embora o acesso à água e ao saneamento seja considerado um direito humano.

Em 2007, com a lei do saneamento, os municípios passaram a poder escolher o prestador de serviço. O setor privado hoje tem em torno de 10% no mercado e 6% dos municípios. Até 2033, o setor privado pretende aumentar a sua participação para 40%. A crise hídrica estimula a busca por soluções privadas de saneamento e reuso de água. Ao menos 1,8 bilhão de pessoas em todo o mundo bebem água que está contaminada por fezes, fruto da entrega por meio de sistemas sem proteção adequada contra riscos sanitários. Anualmente, o Brasil convive com cerca de 400 mil casos de diarreia, sendo 53% de crianças entre 0 e 5 anos, devido à qualidade da água consumida. 

Um exemplo de negócio de impacto brasileiro com uma proposta consistente para amenizar o problema é a Wateair, empresa que transforma a umidade do ar em água ultrapura: mineralizada e potável. Para isso, oferece equipamentos que condensam o vapor da água existente no ambiente, filtram, desinfeccionam e adicionam sais minerais na água para que se torne leve, pura e propícia para o consumo humano. A solução utiliza fontes energéticas alternativas, a exemplo da energia solar, e está adaptada a indústrias e regiões de difícil acesso ou sem energia elétrica.

EMPREGABILIDADE

Tendência #2 - Empregabilidade para um novo Brasil

O Brasil conta com mais de 60 milhões de adultos jovens entre 20 e 39 anos com nível educacional muitas vezes superior ao de seus pais – alguns são a primeira geração em suas famílias a receber um diploma universitário. Embora o diploma represente um avanço, há um gap entre as competências que esses jovens aprendem nas escolas e universidades e as demandas do mercado de trabalho – o que revela um verdadeiro descompasso entre mundo acadêmico e mercado de trabalho. O país sofre a falta de mão de obra com formação técnica e para suprir essa lacuna o MEC investe no PRONATEC.

De acordo com a análise da equipe da Artemisia, o ensino nacional baseia-se demais no conteúdo e na memorização; as empresas, em contrapartida, demandam competências como criatividade, proatividade e postura empreendedora. A análise deste cenário revela que há oportunidade para startups que ofereçam formação técnica – ou não – mas com foco no desenvolvimento de empreendedorismo e competências socioemocionais.

Entre os exemplos internacionais estão o Bloc – maior bootcamp online do mundo – e Plural Sight. O Bloc oferece a elaboração de currículo e uma tutoria online para que o contratante tenha acesso a um projeto holístico para obter preparo para o “mundo do trabalho”. A tese fundamental é desenvolver habilidades e qualificação – não somente títulos ou diplomas. Na plataforma, um mentor ajudará o profissional a encontrar o conteúdo e organizar o estudo para obter qualificação para a atuação em áreas de interesse. A Plural Sight, por sua vez, é a líder mundial em treinamento online para profissionais de tecnologia (desenvolvedores de softwares, especialistas em TI e tecnólogos criativos). Criada em 2004, a empresa oferece acesso a mais de 3.500 cursos e possui clientes em mais de 150, funcionando como um catalisador de carreira ao propor um treinamento prático.

Muitas pessoas estão insatisfeitas nos empregos e não sabem como encontrar o emprego certo – ao passo que empresas gastam muito tempo e dinheiro para recrutar candidatos com perfil adequado e que morem próximos ao local de trabalho. Ganhos de produtividade associados ao acúmulo de experiência na empresa não são integralizados por causa da alta rotatividade.

Emprego Ligado, negócio de impacto social acelerado pela Artemisia. Trata-se de uma plataforma de empregos focada nas classes C, D e E. Por meio de tecnologia mobile e ferramenta de geolocalização, a plataforma permite o encaminhamento de mensagens SMS aos celulares dos candidatos sobre vagas operacionais  de trabalho em um raio de 4 quilômetros entre o local de trabalho e a residência do candidato. O serviço é totalmente gratuito aos candidatos e a cobertura é nacional. 

EDUCAÇÃO

Tendência #3 - Soluções que potencializam o ensino infantil

A equipe da Artemisia analisa que a Educação é um dos setores que tem merecido maior atenção por parte do Governo Federal e da própria mídia; o setor, inclusive, responde por 53% do portfólio da organização. Marcos como a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) – que foca no desafios como a universalização da educação infantil e implementação da educação integral – apontam que 2016 oferece muitas oportunidades para empreendedores com soluções para a primeira infância. Estudos demonstram que as desigualdades sociais começam na primeira infância (período entre 0 e 5 anos de idade). Aos seis anos, já é possível perceber grande diferença de desenvolvimento cognitivo entre crianças pobres e ricas. Um desenvolvimento adequado nesse período – em que o cérebro está em formação diminui – a probabilidade de pobreza, violência e problemas de saúde, entre outros aspectos da vida.

No Brasil, a oferta existente é de baixa qualidade e possui um dos piores índices de qualificação de professores: 43,1% não possuem ensino superior. Creches públicas não contam um programa pedagógico estruturado para o desenvolvimento integral das crianças e negócios de impacto social podem potencializar o ensino infantil por meio de soluções complementares e inovadoras. Este é o caso do negócio de impacto social, acelerado pela Artemisia, Sementes Brilhantes, que oferece um programa pedagógico de baixo custo para potencializar o desenvolvimento integral de crianças na primeira infância composto por kits de brinquedos educacionais, formação de educadores e manuais de atividades. O programa é desenvolvido com base em uma experiência de mais de 15 anos no campo e em princípios da neuroeducação, múltiplas inteligências e linguagens expressivas.

Tendência #4 - Creches privadas de baixo custo 

No Brasil, o mercado de creches privadas é altamente pulverizado sem a presença de um grande grupo e focado principalmente nas classes A e B, com mensalidades acima de R$ 1.000 nas principais capitais. A oferta pública tem déficit aproximado de 1,8 milhão de vagas em creches; 1 milhão de crianças entre 4 e 5 anos estão fora da escola. O Proinfância é o principal programa do Governo Federal para educação infantil e oferece às prefeituras projetos arquitetônicos padronizados para construção de creches e pré-escolas. A alta demanda e baixa oferta impulsiona um mercado informal de cuidadores, principalmente em bairros com maior concentração de famílias da baixa renda, sendo eles, geralmente, vizinhos que cobram entre R$ 100 e R$ 200 por mês.  

No Quênia, um dos exemplos é a Kidogo – uma cadeia de centros de cuidado e educação para crianças de 0 a 5 anos em assentamentos, com proposta pedagógica de alta qualidade, baixo custo e oferta de oportunidade de emprego para as mães das crianças. O modelo de negócio dos centros é o sistema de microfranquias, nas quais as próprias mães tornam-se empreendedoras e recebem capacitação de professores especializados em primeira infância e suporte em gestão. O foco é baseado em estudos que demonstram que até 85% do potencial cognitivo de crianças é desenvolvido até os 5 anos de idade, sendo uma etapa crucial em diversos aspectos. Atualmente, a empresa possui centros em Nairobi e Kangemi, duas das principais cidades do país.

Tendência #5 -  Soluções que estimulam a participação dos pais no processo pedagógico

A renda baixa e  a escolaridade precária dos pais têm repercussões sobre o desenvolvimento da criança, piorando a qualidade da estimulação psicossocial, do desenvolvimento da linguagem e do desempenho cognitivo. Interações contínuas com adultos estimulam  fortemente o desenvolvimento cognitivo de crianças. Um desenvolvimento adequado nesse período em que o cérebro está em formação diminui a probabilidade de pobreza, violência e problemas de saúde, entre outros. No Brasil, pais não estão preparados para prover atividades contínuas e consistentes para cada uma das etapas do desenvolvimento infantil. Embora possuam algum repertório, este é rapidamente exaurido e as informações disponíveis são dispersas, pouco práticas e sem ferramentas de apoio apropriadas.

A Kidint é um negócio de impacto social acelerado pela  Artemisia que ilustra a tendência. A startup desenvolve a cognição de crianças ao reconectar pais e filhos via leitura compartilhada de histórias. Para isso, oferece uma plataforma gamificada de aprendizagem adaptativa integrada a uma biblioteca interativa de livros para estímulo de múltiplas inteligências mensuráveis através da leitura e interpretação de textos. Os pais podem interagir e acompanhar em tempo real as ações e realizações das crianças com auxílio de relatórios de aprendizado, além de sugestões de atividades off-line para desenvolvimento de habilidades.

Um outro exemplo de negócio acelerado é a MonsterJoy, que traz uma nova forma digital de escolas, pais e crianças se comunicarem, transformando tarefas em diversão; a empresa oferece uma plataforma na qual os professores gamificam o conteúdo pedagógico, alunos aprendem de uma forma divertida e pais se tornam parte integrante do processo de aprendizagem dos seus filhos por meio da lição de casa e suporte para feedbacks.

SAÚDE

Tendência #6 - Fitness/Qualidade de vida/Nutrição

Entre 2011 e 2014, o número de academias cresceu 29% no Brasil, que é o segundo maior mercado do mundo. Na prática, esses dados do SEBRAE mostram que a população brasileira está cada vez mais preocupada com a estética e a qualidade de vida; além disso, revela um mercado potencial para os negócios de impacto social, voltados à população de baixa renda – sobretudo para empresas com produtos e serviços associados a alimentos naturais, suplementos etc. Na análise de Débora Basso, coordenadora de Busca & Seleção de Negócios da Artemisia, o que antes era considerado um luxo, a prática de exercícios tem atraído a atenção também da baixa renda. Entre os exemplos que podemos destacar estão as redes Smartfit e Fórmula (Body Tech), marcas que atuam com preços de R$ 60 a R$ 150, demonstrando que é possível democratizar o acesso.

O índice de crianças obesas cresceu de 6% em 1975 para 25% (em 2008). O sobrepeso atinge 34,8% dos meninos e 32% das meninas de 5 a 9 anos, e 21,7% dos meninos e 15,4% das meninas de 10 a 19. Uma alimentação saudável e nutritiva, além de evitar o sobrepeso e uma série de doenças, principalmente as doenças crônicas, também influencia o desenvolvimento da criança. Saladorama é um exemplo de um negócio de impacto social cuja missão é a democratização do acesso à alimentação e à hidratação saudável e de qualidade. A empresa atua com cozinhas-base dentro de comunidades brasileiras empregando, capacitando e empoderando os moradores. Oferece a todos os clientes o cuidado no atendimento e uma opção de alimentação saudável, personalizada e a preço acessível. O empreendedor do Saladorama foi um dos participantes do Choice UP, programa de pré-aceleração conduzido pela ARTEMISIA e voltado para jovens empreendedores.

Tendência #7 - Complemento e qualificação do SUS

 A desaceleração da economia e o aumento do desemprego podem trazer oportunidades para quem trabalha na área de saúde. Muitas pessoas que estão fora do mercado de trabalho, perderam os planos de saúde custeados pelos empregadores, mas “não vão voltar para o SUS”. Sistema que tornou-se referência mundial, o SUS apresenta não somente diversos desafios, mas oportunidades.

A equipe da Aceleradora da Artemisia identificou oportunidades para startups com projetos e serviços que complementem e qualifiquem a oferta pública. Na prática, negócios que melhorem a qualidade do serviço prestado pelo SUS para a baixa renda via produtos tecnológicos que potencializem os processos de atendimento; desenvolvimento de novas tecnologias capazes de corrigir o atendimento deficitário. Os mais promissores negócios seguem a tríade faster, better, cheaper (mais rápido, melhor e baixo custo). No Brasil, dois exemplos são Dr. Consulta e Multiorto; no México, a Sala Uno; nos Estados Unidos, a Minute Clinic.

A Dr. Agora é um outro exemplo e constitui a primeira clínica expressa do Brasil. O negócio de impacto social oferece consultas médicas nas condições mais comuns do dia a dia, vacinas, exames físicos e testes rápidos com alta qualidade e sem burocracia ou agendamento prévio. Diagnósticos de sinusite, conjuntivite, rinite, dor de garganta e infecção urinária são alguns dos serviços ofertados.

 
 
 

Relacionados